Arte Ziriguidum prepara exposição ‘Produto Disruptivo’

O Arte Ziriguidum está se preparando para apresentar a exposição da artista plástica Dalmoni Lydijusse entre os dias 13 de maio e 13 de julho deste ano.

Foi escolhida para curadora do processo de montagem de Produto Disruptivo, a arquiteta urbanista, mestre e doutora na PUC Poços, Esther Cervini.

A exposição PRODUTO DISRUPTIVO exibe a fase criativa da artista plástica Dalmoni neste momento de retomada ao seu processo de criação, absorvido nos últimos tempos pela rotina de aulas e intermediação dos processos de outros.

O TÍTULO  
O termo disruptivo se tornou um conceito atribuído a empresas, tecnologias e mercados, e está diretamente associado às novidades que transformam. O termo sobretudo, diz respeito a processos que impactaram e transformaram hábitos. A palavra disrupção tem sido amplamente utilizada nas conversas sobre inovação. Assim, se tomou para este projeto a palavra disruptiva, para pessoas disruptivas, aquelas capazes de propor inovações em patamares totalmente diferentes.  


A EXPOSIÇÃO  
As pinturas são nove retratos, e também nove textos escritos pelas pessoas retratadas. Foi pedido a elas para que escrevessem sobre o que pensavam ou sentiam, da experiência de estar sendo observada. Cada depoimento impresso em tela do mesmo tamanho da pintura, será exibido ao lado com associações ocorridas durante o processo de estar imóvel.

Ao considerar estas duas imagens dadas, a pintura e a escrita, a obra está oferecendo um enigma. Em que medida se apreende o que pensa ou sente, da pessoa que se permitiu ser retratada?   

A experiência subjetiva desse encontro das duas linguagens, a leitura da imagem, mais a leitura do texto, surpreende, altera, ou corresponde, a experiência da imaginação.  Assim, a relação que se estabelece na apreciação estética, neste sentido está sendo cocriada, os retratados atuam e são coprodutores da exposição.  


PESSOAS RETRATADAS  
Para as nove pinturas em tinta acrílica sobre tela, a artista chamou pessoas que admira pela singularidade de suas histórias e que alteraram a sua: Carol Coutinho é psicóloga, analista institucional, esquizoanalista e psicanalista; Carol Sanchez era doutora e mestre em medicina veterinária; Pedro Cezar é músico, produtor e gestor cultural; Tita – Maria José de Souza é pesquisadora na área de humanas; Beatriz Sales da Silva é pedagoga, doutora e mestre em educação; Tomiko Born é assistente social, referência no país em gerontologia; Rafael Zanetti é estudante de arquitetura e urbanismo; e Teresa Mesquita é educadora.  


LIVES 
Durante as quartas e quintas-feiras do mês de maio, às 20h, haverá um bate-papo pelo Instagram do Arte Ziriguidum @arteziriguidum, com Dalmoni entrevistando além das pessoas que participaram, a curadora Esther Cervini e o psicanalista Celso Patelli.    


A PROPOSTA 
Além da manutenção do espaço, a exposição pretende ser um meio que proporcione experiências transformadoras, para que as pessoas se sintam instigadas a imaginar e confiar em suas ideias. Ainda mais neste momento tão importante que o país e o mundo atravessam. Desde março de 2020 a maior parte das ações desenvolvidas no espaço do Arte Ziriguidum foram interrompidas devido à pandemia.   

É uma forma de proporcionar novamente as possibilidades de encontro com a arte, contribuindo com as relações humanas, já que as artes plásticas sempre foram ferramentas de acesso ao diálogo, sensibilizando individualmente as pessoas que passam a ter contato com ela. 

Ao mesmo tempo em que há o fortalecimento da produção artística da cidade, impactando a cadeia produtiva da cultura como um todo.  

A proposta está sendo executada com recursos da Lei Aldir Blanc no âmbito do estado de Minas Gerais, Edital LAB nº 15/2020 – Seleção de Espaços Culturais de Apresentação Artística, conta com o apoio financeiro da Secretaria de Estado de Cultura e Turismo de Minas Gerais e do Governo Federal, através da Secretaria Especial da Cultura / Ministério do Turismo, em produção conjunta do Arte Ziriguidum e da Carvalho Agência Cultural.   

A visita à exposição funcionará mediante agendamento com horário marcado, devido às medidas de combate e prevenção à Covid-19.   

Comentarios está fechado.