Composição Ferroviária 2021 apresenta edições especiais em junho

O Composição Ferroviária, um dos projetos culturais mais tradicionais do Sul de Minas, se reinventa em tempos de pandemia e promove duas etapas especiais no mês de junho, com transmissão pelo YouTube.

Na primeira parada, no dia 20 de junho, a locomotiva musical desembarca no Vozes do Interior, que apresenta o cancioneiro contemporâneo de onze artistas da região. Já no dia 27 é a vez do Canto para Manter Viva a Nossa Arte, que reúne artistas de destaque nacional comprometidos com a preservação cultural e ambiental do estado, incluindo nomes como Ceumar, Sergio Santos e Ivan Vilela.

As transmissões acontecem via YouTube aos domingos, às 10h, mesmo dia e horário do projeto que já levou mais de 30 shows a estações de trem de Poços de Caldas, São Lourenço e Itaúna nos últimos 8 anos. Nos dois dias de apresentações o público vai conferir uma sequência de performances especiais de cada artista e algumas surpresas, com apresentação do músico e produtor Wolf Borges diretamente da estação de Poços.

“Como fazer Composição sem abraços, sem a proximidade do público com os artistas? Como 2020 passou e a pandemia não, o público e nossos amigos nos falavam da saudade dos encontros. Então pensamos num Composição virtual, transmitido pelo YouTube, mas que nos permitisse trocar ideias, conversar e compartilhar nossos afetos”, diz Wolf Borges, artista e produtor do projeto.

A ideia foi trazer ao Composição dois projetos de perfis diferentes, mas igualmente com a valorização da música autoral mineira. O projeto Vozes do Interior estreou em 2017 no Palácio das Artes em Belo Horizonte, mostrando a qualidade de artistas contemporâneos de diferentes cidades do Sul de Minas: Casquideo (Alfenas), Clayton Prósperi (Três Pontas), Deivid Santos (Poços), Eduardo Sueitt (Andradas), Ismael Tiso (Três Pontas), Jucilene Buosi (Poços de Caldas), Omar Fontes (Itajubá), Rafael Toledo (Pouso Alegre), Raimundo Andrade (Varginha), Tutuca (Alfenas) e Wolf Borges (Poços). Ao mesmo tempo em que explicitam as influências culturais da região, o trabalho desse time dialoga com gêneros e temáticas diversas, chegando ao Composição Ferroviária 2021 com trabalhos inéditos.

Já a etapa Canto para Manter Viva a Nossa Arte teve como semente uma canção de mesmo nome de Wolf Borges. Resultando em um clipe, disponível no canal da Mecenaria Brasil, a música é um chamado para reconhecer e preservar as riquezas ambientais e culturais da Mantiqueira, do estado e do país, fortemente ameaçadas. Os amigos e artistas que participaram da iniciativa agora se encontram nesta etapa especial no dia 27 de junho, cada qual trazendo seu olhar artístico: Albano Sales, Ceumar, Claudio Nucci, Deivid Santos, Ivan Vilela, Jucilene Buosi, Marco Lobo, Raphael du Valle, Sergio Santos, Serginho Silva, Simone Guimarães e Wolf Borges.

Além do comprometimento ambiental e cultural, quase todos estes artistas têm em comum a passagem pelo Composição Ferroviária. Desde 2014 o projeto vem se consolidando como um espaço cultural de acolhimento à boa música e ao convívio social para um público de diferentes gerações em manhãs solares em estações de trem mineiras. Pelas 34 edições do Composição também já passaram nomes como Wagner Tiso, Tunai, Tavito e Kleiton e Kledir. Ao longo de 2021 o projeto ainda realiza outras seis etapas.

“O Composição Ferroviária tornou-se um ponto de encontro para as pessoas de diferentes localidades que apreciam a Música Popular Brasileira. É um evento raro de valorização da cultura genuinamente brasileira no interior. Também trabalhamos a formação de público e a apresentação de artistas locais, tão festejados quanto aqueles mais renomados”, afirma Jucilene Buosi, cantora e produtora do projeto.

As edições especiais do Composição Ferroviária são realizadas através da Lei Aldir Blanc – Secult/MG. O projeto foi aprovado em primeiro lugar no edital 2020 para festivais, mostrando a consistência e respeito da iniciativa. O projeto foi indicado para o Prêmio Nacional do Turismo de 2019.

Nossa expectativa é de que estas etapas virtuais do Composição Ferroviária possam agregar ainda mais público – tanto o nosso já consolidado quanto dos artistas. Serão eventos muito especiais, em que os compositores estarão mostrando suas composições e novidades, algo para o qual nosso público sempre se mostrou muito aberto”, completa Wolf.

Comentarios está fechado.