Flipoços é convidado para festival espanhol

Em tempos de pandemia muitos festivais literários no Brasil e no exterior deixaram de acontecer. Mas para dar continuidade ao trabalho e sobretudo manter os autores, editoras e o contato com o público na ativa, grande parte dos festivais partiram para o formato virtual. O primeiro deles foi iniciativa pioneira e inédita do Flipoços realizada em novembro, que lançou a Feira e o Festival literário em um mesmo ambiente virtual. Assim como o Flipoços, outros festivais no Brasil também seguiram essa linha. Fora do país aconteceu o mesmo. Foram diversos festivais em que os intercâmbios puderam ser observados com muita frequência, abrindo assim uma grande oportunidade e facilidade de participação de autores, trazendo novos conteúdos e proporcionando novos negócios o que antes da pandemia não acontecia.

Esse novo olhar, trouxe relevância também para que festivais brasileiros passassem a ser mais visualizados em outros países. Foi o caso do Flipoços, que a convite do Litterae participa pela primeira vez de um festival na Espanha onde vai apresentar sua experiência de sucesso de 15 anos trabalhando em prol do livro, leitura e literatura no Sul de Minas Gerais. O encontro virtual acontece no dia 25 de fevereiro, às 13h (horário de Brasília).

O Litterae é uma realização da Associação de Indústrias Culturais e Científicas, que fica em Ciudad Real, uma entidade sem fins lucrativos, composta por um grupo heterogêneo de pessoas ligadas ao apoio, promoção e difusão da Cultura e da Ciência.  A participação do Flipoços foi possível através do Programa da Sociedade Estatal de Ação Cultural Espanhola (AC/E) para a internacionalização da Cultura Espanhola. O Festival Litterae em 2020 recebeu do Brasil o editor Antonio Erivan Gomes, da Editora Telos. E nessa edição, o Flipoços é o único convidado brasileiro.


Mercado Editorial da Espanha discutido no Litterae

Mais do que nunca o momento é de reflexão e discussão sobre os rumos do mercado editorial, do livro e da literatura em todo mundo. Os profissionais espanhóis tratarão de assuntos comuns a todos como: efeitos da pandemia no mundo editorial e as possíveis medidas para aliviá-las empresarial e institucionalmente; recorrer às entidades distintas de apoio ao setor; analisar e fazer um balanço de como se encontra a saúde do setor editorial nesse momento além de reconhecer as livrarias como espaços culturais não só como lugar para vender livros, dentre outros assuntos interessantes.

Para Gisele Ferreira, curadora do Flipoços a oportunidade abre um novo caminho de internacionalização e intercâmbios culturais e literários que o Festival tem realizado nos últimos dez anos em especial em Portugal e países de língua portuguesa e que agora pode ser expandido também para a Espanha, oportunizando divulgação de autores, negócios entre editoras e outras relações de benefícios mútuos.

O Festival Litterae acontece de 08 de fevereiro a 24 de março, com toda programação gratuita e aberta ao público que pode ser acessada pelo https://culturayciencia.org/litterae/

Comentarios está fechado.