MIA anuncia alterações na sua programação devido ao novo Decreto Municipal

A MIA, desde o dia 11 de junho, se propôs a trazer outro olhar para a cidade e a di-ver-si{ci}-da-de virou a tônica da Mostra. Espaços inusitados, inutilizados e muitas vezes esquecidos ganham destaque nas ruas e nas redes. Artistas exploram novos suportes e apresentam os seus trabalhos em plataformas não habituais.

De um jeito híbrido apresenta uma reflexão sobre este tempo. E justamente pelas necessidades deste novo tempo que é acometido pela pandemia da Covid-19, algumas ações previstas deverão acontecer em novas datas, tendo em vista as medidas tomadas recentemente pelo poder público municipal.

Entre as ações suspensas está o Mapping, previsto para acontecer na fachada de prédio histórico da cidade com uma live especial de DJ’s locais. Acompanhando o movimento mundial, e tendo como referência eventos realizados em cidades brasileiras, a MIA conseguiu recursos para viabilizar uma projeção mapeada na sua programação. Entre tantos prédios da cidade, a ideia foi escolher uma fachada que também fosse referência patrimonial de Poços de Caldas. A proposta busca valorizar não só a arquitetura do local, mas também a história da cidade e por isso tem se pensado em detalhes para que o conteúdo a ser projetado possa ser um rico material audiovisual, colocando Poços de Caldas em destaque no roteiro de eventos com projeções mapeadas, já que a ação nos moldes que está sendo produzida nunca foi realizada.

“Entendemos que o momento é bastante delicado, principalmente, no sentido de se evitar aglomerações, por isso optamos desde o início por não divulgar o local da ação. E agora, como os eventos estão proibidos de serem realizados após às 19h em praças e espaços públicos, a suspensão da ação se fez necessária e será realizada em momento oportuno posteriormente. A intervenção é uma ação inédita na cidade e queremos que a população tenha acesso a ela, com os devidos cuidados, então agora só podemos esperar”, comenta Chiara Carvalho, idealizadora da MIA.

O espetáculo digital e workshop do projeto parceiro ‘A Voz do Vale’, que iriam compor a programação da MIA também serão realizados em outras datas, a serem anunciadas em breve.

Neste sentido, alguns ajustes da programação inicialmente divulgada foram alterados. Confira como ficou:

17/06 Quinta-feira
20h Papo Profissa: Como tornar sua carreira mais profissional – Web Série / Parte IV 
20h30 Falas Diversas: Conexões no Teatro com Nanda Dearo (Nuclearte) e Gilma Oliveira (Grupo Galpão)

18/06 Sexta
18h30 Intervenção Literária ocupação visual na fachada de prédio.

19/06 Sábado
10h30 Falas Diversas: Literatura e Diversidade com Jéssica Balbino e Leila Vilhena
14h Oficina digital de teatro com Selma Mistura

20/06 Domingo
9h Oficina digital de teatro com Selma Mistura
15h Live MIA Especial Diversidade (Atrações:Nego Moura & Os Catioros, Nádia Campos, Sá Gabriel e D’ons Maria, Union Crew, Kistraña, Jéssica Balbino e o Videoarte Poços Noir)

Além disso, é possível visitar as exposições:
– Exposição Coletiva ‘MIA Di-ver-si{ci}-da-de’, A cidade no museu, nas telas e nas ruas’, aberta à visitação no Museu Histórico e Geográfico, com horários pré-determinados e público limitado. A exposição está na Rua Prefeito Chagas, Centro, e também no site da MIA.

– Exposição ‘Produto Disruptivo’, com pinturas de Dalmoni Lydijusse no Arte Ziriguidum (Rua Ouro Preto, nº 102, Centro), visitas mediante agendamento entre 13h30 às 18h, até o dia 13 de julho.

– Exposição ‘Fluxo #covidexperience’, de Marcelo Abuchalla, que acontece de duas formas: exposição outdoor, na fachada da Galeria Studio 1.3 (Rua Belém, nº 44, Jd. Estados), na sexta-feira (18), das 18h às 20h, e exposição indoor, das 17h às 19h, mediante agendamento prévio pelo e-mail abuchallamarcelo@gmail.com ou (35) 99720-3765. 

– Exposição a céu aberto ‘Fenomenologia da Imagem’, realizada na mata em frente ao Atelier Obra 255 (Rua Miguel Cândido Fraga, Jd. Centenário), com a participação de trabalhos de Bia Brasileiro, Cláudio Guedes, Fábio Guedes, Josane Lobo, Reynaldo Pietro e Tatiana Ferro.

A Mostra é uma realização da Carvalho Agência Cultural, tem apoio financeiro da Secretaria de Estado de Cultura e Turismo de Minas Gerais e do Governo Federal, através da Secretaria Especial da Cultura / Ministério do Turismo. Conta também com o apoio da Prefeitura Municipal de Poços de Caldas, através das Secretarias de Cultura e de Turismo, e do Senac em Minas. Além de parceria com o Hotel Lisboa e Cachaçaria Prosa Mineira.

Veja mais detalhes das ações e a programação completa da MIA no site www.miamostradeartes.com.br

Comentarios está fechado.