MIA leva artistas e história da cidade para projeções surpresas em fachadas de Poços de Caldas

A Mostra Integrada de Artes (MIA) inaugura nesta quinta-feira (2) diferentes ações, especialmente uma ocupação urbana e inédita em Poços de Caldas (MG), com duração até o dia 7 de setembro, tanto nas ruas como nas redes. É a Ocupa MIA Especial Diversidade.

Para isso, será feito o mapping, projeção mapeada de obra visual em fachada de prédio histórico criada pelo VJ Bah, diretor de arte da GravaSom em BH,  também como uma forma de  celebrar a cultura em época de pandemia. O local da intervenção será divulgado em breve, juntamente com todos os protocolos necessários, a fim de garantir que não haja aglomeração e sejam respeitadas as regras de distanciamento.

Além disso, a proposta apresenta uma outra projeção visual em fachada de prédio no centro da cidade, muralismo com a artista Lo Firmino, que criará um mural externo na Zona Leste, nos dias 2 e 3 de setembro, live Ocupa MIA com Djs Com Dough Leve, Isa D’Bob, Fubá e Lagunaz, também no dia 3 de setembro, e o show digital do músico Gustavo Infante, no dia 7 de setembro. A programação que dialoga com diferentes vertentes de arte, fortalecendo a ideia de espalhá-la para todos os cantos, dando destaque para o uso de plataformas não habituais para explorar a divulgação e fortalecimento da cultura como um todo, fazendo com que o trabalho dos artistas possam alcançar diferentes públicos, ao mesmo tempo em que propõe uma reflexão sobre este tempo.

De acordo com a diretora da Mostra, Chiara Carvalho, os vídeo mappings e outras projeções se espalharam pelos muros e fachadas em diversas cidades do país durante a pandemia em razão das recomendações de isolamento social por parte dos profissionais de saúde. A MIA, acompanhando o movimento mundial e tendo como referência outros eventos realizados em diferentes cidades brasileiras, conseguiu recursos através da Lei Aldir Blanc para viabilizar uma projeção mapeada na programação de junho, mas devido aos decretos da época, teve que ser adiada. Para a ação foi escolhida uma fachada que tivesse uma referência patrimonial em Poços de Caldas. O local será divulgado essa semana nas redes sociais da Mostra. 

Desse modo, a projeção marcada para os dias 3 e 4 de setembro, busca valorizar não só a arquitetura do local, mas também a história da cidade e por isso tem se pensado em detalhes para que o conteúdo a ser projetado possa ser um rico material audiovisual, colocando a cidade em destaque no roteiro de eventos com projeções mapeadas, já que a ação nos moldes que está sendo produzida nunca foi realizada.

“Sejam acolhedoras ou de protesto; informativas ou encorajadoras; motivacionais ou indignadas; poéticas ou ríspidas; com frases ou em forma de projeções luminosas, as projeções mapeadas as projeções se somam aos panelaços como meio de manifestação política e, mais do que isso, se tornam armas de conscientização e apoio à população frente a – no mínimo – controversa atuação do presidente da República frente à pandemia do novo coronavírus, por isso, entendemos que o momento é bastante delicado, principalmente, no sentido de se evitar aglomerações, por isso optamos por não divulgar o local da ação. O público só terá conhecimento do que está acontecendo através das redes sociais da MIA nos dias da ação”, disse Chiara. 

Além disso, haverá outra projeção visual em fachada de prédio no centro da cidade, no dia 6 de setembro, e foram escolhidos artistas de Poços e região através de uma convocatória aberta pela própria MIA. Conheça os artistas que terão seus trabalhos expostos: Anderson Almeida, Fran Rezende, Gabriela Virgínia de Magalhães, Geraldo D’Aquino Noronha, Giulianne Martins, Guilherme Vitor Monteiro, Gustavo Rodrigues, Henrique Granato, Ignez Bissoli, Isadora Bacetti, João Fábio Matheasi, João Paulo Ferreira, Katia Ostermayer Carneiro, Lucas Lambert, Luciana Marcassa, Marcelo Abuchalla, Maria Blasi, Obreta, Raphael Rodrigues, Rosana Lovato, Thomas Carvalho e Victor Imesi

A ideia é alcançar o público de todas as idades que estejam passando pelas imediações. A curadoria das imagens recebidas nesta convocatória foi feita pela artista plástica Dalmoni Lydijusse e a equipe da Carvalho Agência Cultural.

OCUPA MIA Especial Diversidade

Em 2021 é realizada a edição MIA Especial Diversidade e Ocupa MIA, as propostas têm como objetivo promover a valorização e a divulgação da arte em suas mais variadas formas, sendo uma ponte para que diferentes possam mostrar seus trabalhos. Fazem parte da equipe: Chiara Carvalho (direção geral), Paulo Tothy (direção de arte), Paula Mourão (produção) e Lavínia du Valle (criação de conteúdo), contando sempre com o apoio de vários artistas e fazedores de cultura de Poços de Caldas e região.

A Mostra Integrada de Artes, MIA, é uma realização da Carvalho Agência Cultural, tem apoio financeiro da Secretaria de Estado de Cultura e Turismo de Minas Gerais e do Governo Federal, através da Secretaria Especial da Cultura / Ministério do Turismo. Conta também com o apoio da Prefeitura Municipal de Poços de Caldas, da Secretaria de Cultura, através do edital Poços Curte em Casa 2021 e outras ações institucionais, da Secretaria Municipal de Turismo, além de parceria com o Hotel Lisboa, Cachaça Prosa Mineira, Poços Net e os restaurantes Becco.

Serviço – Mais informações: https://www.miamostradeartes.com.br 


PROGRAMAÇÃO OCUPA MIA 2021
02/09 Quinta
9h Intervenção Urbana com Lo Firmino

03/09 Sexta
9h Intervenção Urbana com Lo Firmino
18h30 Live Ocupa Mia – Com Dough Leve, Isa D’Bob, Fubá e Lagunaz
18h30  Mapping – Projeção mapeada, obra visual construída pelo VJ Bah para fachada de prédio histórico.

04/09 Sábado
18h30  Mapping – Projeção mapeada, obra visual construída pelo VJ Bah para fachada de prédio histórico.

06/09 Segunda
18h30 Ocupação visual – Intervenção urbana em fachada de prédio com participação de artistas visuais

07/09 Terça
20h Show digital com Gustavo Infanteni

Comentarios está fechado.