Filme Iluminações: a nau solar de Arthur Rimbaud

O projeto Iluminações: a nau solar de Arthur Rimbau, que estreia nesta sexta-feira (30) no canal do Youtube do Festival Poços Curte em Casa, possibilitará ao público estabelecer contato com um filme experimental inspirado no legado poético do escritor francês Arthur Rimbaud e suas contribuições para a formação de notáveis expoentes da Arte contemporânea. O vislumbre de sua cosmovisão literária é diretamente associado a obras de artistas como Allen Ginsberg, Bob Dylan, Jack Kerouac, Jim Morrison, Patti Smith e muitos outros.

Autor de poemas como Alquimia do Verbo, Barco Ébrio e Canção da Torre mais alta, sua profícua produção deslindou na concepção de duas obras seminais “Uma estadia no inferno” e iluminações; produzidas de modo precoce dos 15 aos 20 anos (1869-1874).

A seu respeito a literata Darcy Ladeira dias, residente por décadas em Poços de Caldas e integrante do círculo de produções/reflexões artística do município, conferiu traduções à sua obra e o elencava como o responsável por sua escolha de vida junto às palavras. Neste sentido, o produto audiovisual proposto pretende prestar homenagem à notável atuação de Darcy enquanto escritora e professora de literatura, integrando suas visões sobre o poeta francês à narrativa cinematográfica engendrada para este filme, visto que possuiu convívio estreito com a responsável pela direção do presente projeto.

Objetiva ainda, gerar através das exibições gratuitas em suportes multimeios, inclusão audiovisual de conteúdos multidisciplinares que estabeleçam diálogos entre as linguagens do cinema, literatura e teatro. E que por meio desta, seja possível propiciar mecanismos para a popularização de obras artísticas clássicas e estímulo para a fortificação da leitura enquanto símbolo transformador na construção da subjetividade.

O arcabouço de referências evidenciadas no percurso de construção fílmica do curta-metragem lança mão de simbologias expressas nos conhecimentos alquímicos e magísticos da humanidade transpostos às telas pela ótica da psicologia analítica de Carl Gustav Jung para revelar os percursos de individuação da personagem inspirado pela influência direta da composição narrativa presente na obra do diretor Alejandro Jodorowsky junto ao cinema onírico de David Lynch bem como da estética dos filmes da escola cinematográfica do expressionismo alemão.

Sinopse: Baseado em uma livre interpretação da vida e obra do poeta francês Arthur Rimbaud, um artista irá realizar sua jornada pessoal de enfrentamentos psicológicos e magísticos para aceitar suas próprias travessias, construir sua grande obra alquímica rumo ao sol interno.

Informações sobre lançamento:
Disponível no canal do Youtube do Festival Poços Curte em Casa à partir do dia 30 de outubro, às 19 horas, através do link: https://youtu.be/-KAxTng7FnE

Ficha técnica:
Direção geral e roteiro: Brisa Carvalho
Direção de conteúdos teatrais e atuação: Valber Rodrigues
Direção de conteúdos: Eric Arruda Williams
Direção de fotografia, edição e pós-finalização: Walter Andrade
Direção de áudio: Pedro Delboni
Composições originais: Hevisley Ferreira
Cinegrafia e assistência de direção: Robson Américo
Fomento: Prefeitura Municipal de Poços de Caldas / Secretaria de Cultura (SECULT) / Festival Poços Curte em Casa

Comentarios está fechado.